2012/09/22

Eletroforese de hemoglobina


A eletroforese de hemoglobina (Hb) é provavelmente o método laboratorial mais útil para separação e medição de hemoglobinas normais e algumas anormais. Por meio da eletroforese, são separados diferentes tipos de Hb formando uma série de bandas distintamente pigmentadas em um meio (acetato de celulose ou gel de amido). Os resultados são então comparados com aqueles de uma amostra normal.
As hemoglobinas A, A2, S e C são rotineiramente verificadas, porém o laboratório pode trocar o meio ou o seu pH para expandir a faixa deste teste.
Objetivo
•Medir a quantidade de Hb A e detectar hemoglobinas anormais.•Auxiliar no diagnóstico de talassemia ou de anemia falciforme.
Preparo do paciente
Jejum de 4 horas
Valores de referência
Método: Eletroforese em acetato de celulose com determinação densitométrica da maioria das hemoglobinas.
Em adultos, a Hb A apresenta mais de 95% de todas as hemoglobinas; Hb A2, 2 a 3% e Hb F menos do que 1%. A Hb F aparece principalmente no feto e no neonato; ela diminui para 2 a 3% do sangue dos bebês na idade de 6 meses.
Achados anormaisA eletroforese de hemoglobina permite a identificação de diversos tipos de hemoglobina, que podem identificar uma doença hemolítica. Por exemplo, se Hb A2 for de 4 a 5,8% da hemoglobina total, então existe a implicação de talassemia minor. Se Hb A2 estiver abaixo de 2%, isso sugere uma doença de hemoglobina H. A talassemia minor é também sugerida se Hb F for 2 a 5% da hemoglobina total, e talassemia major se Hb F compreender 10 a 90%. Se o total da hemoglobina for Hb F, isso sugere persistência hereditária homozigota de hemoglobina fetal. Se Hb F compreender 15% do total de hemoglobina, isso sugere Hb S homozigota.
Outras doenças sugeridas por variações de hemoglobina incluem anemia falciforme (80% de Hb S homozigota) e doença de Hb C (90 a 98% de Hb C homozigota).
Exames correlatos
Série vermelha, contagem de reticulócitos, prova de falcização.





O exame  - ELETROFORESE


Conhecida desde 1930, mas só foi difundida em 1950 - 1960
É um processo analítico de SEPARAÇÃO DE MISTURAS, cujo principal agente é o CAMPO ELÉTRICO.
Seu campo de aplicação tem sido amplamente aumentado, devido à SIMPLIFICAÇÃO DE APARELHAGEM utilizada e também à disponibilidade de meios de suporte altamente purificados, o que veio diminuir muito o tempo gasto na separação. Separa proteínas por cargas e peso molecular.
Refere-se a migração de partículas ou solutos carregados em um meio líquido sob a influência de um campo elétrico.

OBS.: NÃO HÁ REAÇÃO QUÍMICA, SOMENTE MIGRAÇÃO DE PARTÍCULAS.

PROPRIEDADES

- DNA - Carga negativa
- PROTEÍNAS - Carga positiva ou negativa (depende do pH da solução);

Eletroforese ocorre dentro de uma matriz ou gel, que por sua vez é submerso em um tampão.

MATERIAIS
- Cuba de eletroforese e uma fonte de energia/alimentadora;
- Bandejas de Gel (agarose) ou placas de vidro (poliacrilamida);
- Pentes (fazem sulcos aonde a amostra será ser aplicada);
- Espaçadores (poliacrilamida);
- Tampão de eletroforese (corrida);
- Tampão de amostra (glicerol e corante);
- Corantes PARA FACILITAR A APLICAÇÃO;
- Transiluminador;
- Densitômetro.










A análise das hemoglobinas constitui importante método diagnóstico para estudo das anemias hemolíticas e talassemias. A principal hemoglobina (Hb) dos adultos é a HbA, com pequenas quantidades de HbA2 e HbF. AHemoglobina fetal (HbF) predomina, ao nascimento, com seus níveis, decrescendo até os 6 meses de idade.
As anormalidades da síntese da hemoglobina são divididas em 3 grupos: 1) produção de molécula anormal (ex: drepanocitose); 2) redução na quantidade de proteína normal (ex: talassemia); 3) anormalidade de desenvolvimento (ex: persistência de hemoglobina fetal).
O método HPLC (Cromatografia Líquida de Alta Performance) é reprodutível e preciso para o diagnóstico diferencial entre os diversos  tipos  de hemoglobinopatias. Faz a quantificação precisa da HbA2, sendo importante para diagnóstico do traço talassêmico. Ao contrário da eletroforese em gel de agarose, em pH alcalino, a HPLC permite diferenciações, como por exemplo, entre HbA2 e HbC, entre HbS e HbD, e entre HbG e Hb Lepore. Acrescenta-se, que por meio da HPLC um grande número de Hb anômalas, antes desconhecidas, foram especificadas, uma vez que migravam em áreas comuns à eletroforese.